sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz Ano Novo ;))


O tempo passa, as coisas mudam e as memórias ficam. Está quase a chegar 2012. Novos momentos, novas aventuras, novas pessoas, novas experiências, novas ideias, novos sonhos, novos objectivos. E lá vai ele, 2011 está a ficar para trás, tudo o que vivemos neste ano ficou marcado, devemos levar apenas o bom no nosso coração e levar dos momentos maus apenas as aprendizagens que deles tirámos. O tempo não volta atrás e devemos aprender a viver com todos os nossos erros. É tempo de mudança, de erguer a cabeça e estabelecer um novo começo. É importante manter os amigos verdadeiros e não esquecer quem nos fez bem no passado, mas também é essencial saber escolher quem deverá ficar para trás... Há escolhas para fazer, objectivos para alcançar, sonhos para concretizar, por isso vamos lá. Vamos começar 2012 com um sorriso.
Desejo a todos um próspero ano novo! 
Beijinho, 
Maria João :)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Feliz Natal :)

Queridos (as) leitores (as), venho apenas desejar a todos um Feliz Natal. Que tenham muitas prendinhas e que todos os sonhos se concretizem. Deixo-vos com um pequeno pensamento:

«Sabes que cresceste quando aquilo que desejas no Natal não pode ser comprado.»
  
Feliz Natal :)

Beijinhos, 
MariaJoão.



quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Meu querido amigo tempo...

O tempo voa, o tempo não põe férias e ele corre atrás de ti. Não precisas de o agarrar, precisas apenas de o viver e de o aproveitar o melhor que sabes. O tempo não volta, por vezes é injusto, por vezes é demasiado veloz, até torturante e sufocante. Mas é com ele que aprendemos, é com ele que crescemos. É ele que nos abre os olhos e que, por mais difícil que possa parecer, é ele que acaba por ter razão. Apenas ele é capaz de mostrar o que é verdadeiro, apenas ele é capaz de entender um grande amor e de lhe dar tudo o que ele necessita para florescer, seja presença  ou distância. Ele é o mais sábio, o mais experiente. E tudo o que vale a pena, tudo o que realmente é verdadeiro e duradouro anda de mãos dadas com ele, anda em harmonia com ele, por mais discussões que haja, por mais obstáculos que se atravessem, por mais distância que exista. O tempo não fala, o tempo não se ouve, o tempo sente-se. O tempo é o mais sábio professor na escola das nossas vidas. Perante ele somos apenas ansiosos e impacientes discípulos. A espera é desesperante, mas há que entender que as coisas têm um momento certo para acontecer, pode ser antes ou depois mas nunca terá a mesma magia.

"O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você."



domingo, 4 de dezembro de 2011

Eu e tu, somos um ♥

Quero encontrar aquele lugar onde tenha a certeza que nada vai mudar, em que seremos apenas eu e tu à beira-mar. Juntos a caminhar na areia, o tempo a voar e a felicidade a despertar os nossos pequenos corações. De mão dada contigo, deitada na areia a contemplar o luar. Promete-me que não vai mudar e que estes dias não vão acabar! Diz-me se seremos sempre um só. Não quero abandonar este lugar mágico, onde vimos o nosso sentimento aumentar. Morro só de pensar no dia em que vou deixar de olhar para o mar logo ao acordar. Quero contigo enfrentar tudo o que o futuro reservar, sem medos, sem traumas, apenas com um sorriso e com um brilho no olhar. Sem passados a atrapalhar, sem pessoas a complicar, apenas eu e tu nesta estrada a disfrutar tudo o que a vida tem para dar.
MariaJoão.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

"o tempo cura tudo"

Realmente nada dura para sempre, nem a maior das felicidades e muito menos a maior das tristezas.
Há que acreditar que as coisas vão mudar e que tudo vai ficar bem, leve o tempo que levar. Há que ter esperança e mesmo quando o tempo nos desgasta e nos leva quase a desistir daquilo que mais queremos nós devemos sempre tentar mais, devemos procurar sentirmo-nos bem sem ter medo do que este ou aquele irá pensar, devemos ir atrás daquilo que sonhamos e agarrar todas as oportunidades.
Eu, estive prestes a desistir da melhor coisa que encontrei nos últimos meses. Tentei várias vezes mas parecia que todas as portas se fechavam quando eu erguia a cabeça para encarar o problema. Mas eu agora percebi que só é preciso dar tempo ao tempo, dar espaço às coisas e deixá-las fluir e acontecer naturalmente, sem pressões, sem complexos. Deixar ir aos poucos, como uma leve pena ao sabor do vento.
O tempo nem sempre parece a melhor solução, parece que a cada segundo nos comprime mais e nos deixa sem ar. Parece que nos empurra contra uma parede e nos esmaga a alma. Mas "o tempo cura tudo".
A distância também nos corroí as veias. Deixa-nos sem forças. Mas bem, há que erguer a cabeça.
Devemos sempre dar tudo o que temos para mais tarde não nos virmos a arrepender.
DESISTIR É UMA PALAVRA QUE NÃO PODE EXISTIR NO TEU DICIONÁRIO!


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

É a vida

A vida vai te por constantemente à prova. Vai deitar-te a baixo apenas com um objectivo, o de te mostrar que és capaz de te levantar sempre, não interessa as circunstâncias, só para te abrir os olhos para tu veres que aqui quem estabelece os "impossíveis" és tu. A vida nem sempre será o mais justa, mas estás aqui com um propósito não achas? Estás aqui para fazeres história, para sonhares, para brilhares na vida e teres óptimas experiências.
Se a pessoa que amas for embora deixa-a ir, algo que eu aprendi recentemente foi que "aquilo que é verdadeiro não volta, aquilo que é verdadeiro não vai", por isso deixa a tua porta aberta, abre os braços a quem queira entrar e mostra-lhe esse teu sorriso maravilhoso, quem quiser ir embora nem vale a pena uma despedida, não vale a pena uma única lágrima afinal de contas essa pessoa se fizesse parte da tua vida e se quisesse isso nem sequer pensaria em ir embora. As pessoas vêm e vão, conhecidos vêm e vão, mas aquilo que realmente na tua vida for verdadeiro nem por um segundo hesitará em dar-te a mão, em dizer-te que aprecia a tua maneira de ser, que és das melhores coisas que tem na sua vida.
Os sentimentos também vêm e vão, hoje aquilo que adoras amanhã pode já nem sequer ter graça. As coisas perdem a magia com o tempo, tal como essas pessoas que entram e saem da nossa vida. Há coisas que custam, há despedidas que doem, há momentos que ficam, há pessoas que marcam. Viver não é fácil, ninguém disse que seria, mas nunca ninguém afirmou que era impossível.
Há dias difíceis em que desistir parece a única fuga para os nossos problemas...mas há sempre alguém que te faça sentir bem, há sempre algo que gostes de fazer que te faça sentir como nova. Nem sempre a vida é justa, mas vais ver que amanhã o dia será melhor. As coisas tendem a melhorar, mesmo que não seja hoje, nem amanhã, mas elas mudarão e para melhor.
«O que realmente importa são as vidas que tocas ao longo do caminho e a forma como acabas a tua caminhada.»

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Um novo começo.

Não quero um recomeço, não quero um reconto em que apenas mudam o nome das personagens... Vou criar um novo começo e deixar o que se sucedeu a essa decisão para trás, vou deitar os passados fora, vou esquecer as modas de hoje e criar algo meu, algo autêntico. Vou pegar numa folha e vou deixar as minhas mãos brincarem com a tinta da caneta, vou deixar a criança que há em mim libertar toda a sua felicidade. Vou voltar aos mesmos sítios com outra atitude, vou levantar a cabeça. Esquecer os julgamentos.
Não quero mais perguntar o que os outros acham ou o que os outros querem, vou perguntar a mim mesma o que eu quero, o que eu preciso... Quero deixar para trás tudo o que me prende ao passado e agarrar-me àquilo que possivelmente fará parte do meu futuro. Crescer, construir um futuro, enfrentar um presente, esquecer um passado, traçar um caminho, estabelecer metas, fixar objectivos, concretizar sonhos. Inovar, improvisar, mudar, criar. Quero colorir o meu mundo e enchê-lo de vida. Não quero cá depender de ninguém, não me quero entregar a ninguém, não quero cair na malvada rotina.
Quero originalidade, espontaneidade, persistência, simplicidade. Quero ser diferente, voar por aí, conhecer novos mundos, reencontrar amigos e velhos conhecidos. Quero a harmonia do tempo e as asas da liberdade. Fazer a diferença neste mundo e marcar o meu nome na história.
Sonhar com um mundo cheio de felicidade, honestidade, paz, partilha e amizade. Onde o dinheiro não seja a solução mas sim um sorriso e união. Onde a cor de pele não valha mais que o brilho dos olhos. E que a união encha todos os corações e mate a solidão.
Um novo começo é a minha ambição.
MariaJoão.
«Um homem não muda o mundo mas eu posso ajudar!» Dona Branca.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Um simples relembrar


«Talvez um dia seja bom relembrar este dia.»

Fui ver fotografias antigas, lembrei o teu perfume, a tua presença. Relembrei as nossas conversas, as nossas memórias, tudo pelo que passamos. Larguei aquele sorriso. Aquele de dever cumprido sabes?
E cheguei à conclusão que realmente és alguém lindo. Alguém com uma alma tão pura e tão sincera. Alguém tão pertinho da perfeição. Realmente foste a melhor pessoa que alguma vez caiu na minha vida. Realmente és o ser mais belo do meu mundo. És mesmo daquelas pessoas especiais, daquelas que jamais encontrarei por aí.
Foste o melhor, és o melhor e serás sempre o melhor. És a voz, a beleza, a coragem, a felicidade, o sorriso, a persistência, a vida, o ídolo, o ‘’para sempre’’, és a definição.
Não há muito mais a dizer.
Simplesmente aquilo que ficou por dizer foi um, gosto muito de ti.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Faz silêncio...

Amor, entra por essa porta, vem de mansinho, senta-te nesse banco e não digas nada. Não fales, não penses, não te mexas, fica bem quieto, respira apenas. Respira fundo e olha-me nos olhos, não desvies o olhar, tenho saudades do brilho desses teus olhos, conta me contos de fadas como quando era ''pequenina''. Não penses no passado, não tentes perceber o que se está a passar, aproveita simplesmente o momento, deixa-te levar pelo silêncio, pelo calor desta sala, não penses no que fomos, não penses no que és, não penses simplesmente, limita-te a respirar. Pára a imaginação, não pintes o que se estará a passar ali. Deixa-me ouvir o bater do teu coração. Não penses em ninguém, foca-te na situação. Esquece os demais, esquece o que passámos, esquece o mundo. Observa a lágrima que me caiu pela cara abaixo, vê como é transparente, sem dor, sem mazelas, olha bem de perto, não tenhas medo, não estou a chorar por algo me doer, não estou a chorar por tristeza.
Eu vou sair por aquela porta, pela qual tu entraste, não te vou tocar, vou levar a chave, aquela que está de cima daquela mesa, vou apenas limpar o meu rosto, erguer a cabeça e sair, e trancar a porta para que jamais caia na tentação de a abrir para regressar. Vou apenas, já do lado de fora, escrever um bilhete que diga "até sempre, obrigada e sabes que te amo" e vou mandá-lo por baixo da porta para o outro lado, tu vais levantar-te e vais lê-lo, não vais chorar. Eu vou embora, vou para outro lugar, um lugar bem longe de tudo o que até agora conheci, vais apenas reler o bilhete e guardá-lo para sempre na tua memória, e abandonarás a sala, irás tirá-la do teu pensamento, pois ela já tem o cheiro do meu perfume.
Daqui em diante vais ser feliz com alguém que te consiga fazer sentir bem, vais concretizar os teus sonhos. Não vais voltar ao passado, não vais voltar a ser quem eras naquela altura, não te quero ver a sofrer. Segue com a tua vida, mas não te esqueças de mim.
Estás obrigado a ser feliz ok?
MariaJoão

terça-feira, 30 de agosto de 2011

É a vida ;)

A felicidade depende de ti, a tua vida és tu que a moldas. Dá-te bem com a vida e ela dar-se-à bem contigo, sorri mesmo que queiras chorar, sê sempre sincero, não tenhas medo de errar, grita aos céus o que te vai na alma, solta a voz que há em ti, corre pelo campo. Não tenhas medo de mudar, não tenhas medo de seres tu próprio.
Não vivas dependente de ninguém, não deixes que ninguém te faça desistir, ninguém merece o teu sofrimento, não te envolvas demasiado.
Vive ao máximo a tua vida, não penses demasiado no passado, encara o futuro com algo positivo, faz o que gostas, não deixes nada por dizer, nem nada por fazer, vive intensamente, não tenhas medo de ser diferente, não tenhas medo de expor as tuas ideias, os teus projectos, não deixes de sonhar.
A cima de tudo acredita em ti, no que pensas, no que sonhas, nunca te rebaixes a ninguém, tu não és mais nem menos que os outros, ergue sempre a cabeça, levanta-te sempre quando caíres mesmo que todos te deitem abaixo!
A vida é aquilo que fazes dela! :)

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A música da minha vida

Tara Perdida
Pernas Pró Ar


Atitudes, formas de levar veneno
Onde não há
Ser honesto e ter sempre a razão
Tem cuidado
Deixo a porta aberta
Uma sombra a meditar
A confissão que se esconde
Sem remorsos
Quero o tempo certo
Qualidade é subtracção
A presença é condenável
Não vou dar-te a mão
E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
Neste barco
Abre a porta da saída
Segue em frente
E não penses em voltar
Ninguém te quer ver
Vê a história de outra forma
A raiva é maior, ao deitar
E tu vais perder
Negligência das loucuras
Mas no fundo há visão
Aparência de um discurso em vão
Inadaptado
Deixo a porta aberta
Uma sombra a meditar
A mudança é confrontada
Sem remorsos
E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
Neste barco
Neste barco
Abre a porta da saída
Segue em frente
E não penses em voltar
Ninguém te quer ver
Vê a história de outra forma
A raiva é maior, ao deitar
E tu, vais perder
E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
Neste barco
Neste barco
Podem ouvir aqui

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Frase nº3

«Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.»
Carlos Drummond de Andrade

A nossa felicidade não deve depender de uma coisa ou de um ser, não deve ser atríbuida a um certo e determinado acontecimento, deve ser algo constante e presente venha o que vier, haja o que houver. Deve haver ser um sorriso, uma gargalhada, aconteça o que acontecer. Porque não devemos ter um motivo para sorrir, ou para ser feliz...mas sim motivos para não chorar e para não estar tristes. A felicidade é um estado de espírito, dos mais saudáveis e agradáveis de sentir. É algo que nos faz acordar bem, que nos faz viver bem e aproveitar cada momento ao máximo tirando sempre algo positivo, mesmo das coisas piores ou menos boas. Devemos ser feliz não interessa se está a chover, se está a trovejar, se há alguém que nos olha com mau olhar, se alguém está chateado. Não devemos ser feliz por isto ou por aquilo, mas porque sim, porque é bom. Faz o que gostas, faz coisas que te façam sentir bem, sem teres medo do que os outros vão pensar. Canta, dança, escreve. Sorri mesmo que não tenhas razão, não irás parecer uma tolinha, mas irás parecer o que realmente és, ALGUÉM FELIZ! Aproveita os momentos ao máximo e tira o melhor de todos.
De alguém que é feliz,
MariaJoão.


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Frase nº2

«Feliz do Homem que não espera nada, pois nunca terá desilusões.»
Alexander Pope



O (grande) problema das pessoas hoje em dia é que esperam demasiado, de demasiadas coisas e pessoas. E como essas coisas e/ou pessoas não estão à altura para os satifazerem causam grandes desilusões. Muitos edializam o parceiro como se fosse perfeito, mas ninguém o é. E muitos atribuem imensas qualidades, essas se calhar até existem, mas já se esqueceram que todos temos defeitos e fraquezas? Mas ninguém se dá ao trabalho de os procurar e como algum dia eles têm de aparecer, nesse momento quebra-se tudo, o sentimento, as juras, as promessas, os segredos... E o sofrimento e as lágrimas despertam.
Por isso não devemos idealizar ninguém nem nada perfeito, porque todos temos defeitos e qualidades e há que saber viver com ambos, aperfeiçoando as qualidades e esbatendo os defeitos. Crescendo com os outros.
MariaJoão

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Frase nº1

«O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...» 
Mário Quintana 




Com a saudade vem a assentuada perda da noção do tempo, de coisas simples como sentir os dias a passarem. Sentir um vazio, como se alguém nos tivesse tirado algo. Algo que suportava o nosso dia-a-dia, o nosso ser, o nosso sorriso. Por vezes a saudade faz com que nós percamos etapas da vida, momentos especiais, pessoas queridas que devido à nossa obsseção esquecemos que existem. A saudade magoa, a saudade leva ao desespero, à tristeza. Como é díficil lidar com ela... 
Chegamos a ter saudade de algo ou de alguém que nunca foi nosso ou que nunca fez parte de nós... A meu ver, toda a gente já teve saudades de algo ou de alguém, nem que seja daquela boneca com que brincávamos quando eramos pequenas ou de um familiar que nunca chegamos a conhecer mas que nos faz falta...
Tenho saudades do meu avô, tenho saudades da minha bisavó, tenho saudades do meu melhor amigo, tenho saudades de o ouvir falar, tenho saudades da minha infância. 
Tenho saudades do que perdi, tenho saudades do que deixei livre
Tenho saudades...
MariaJoão

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Tua Caminhada





Tua caminhada ainda não terminou...
A realidade te acolhe
dizendo que pela frente
o horizonte da vida necessita
de tuas palavras
e do teu silêncio.

Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e
sonha com tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo
jamais conseguirão obter,
porque é uma vitória que surge da paz
e não do ressentimento.

É certo que irás encontrar situações
tempestuosas novamente,
mas haverá de ver sempre
o lado bom da chuva que cai
e não a faceta do raio que destrói.

Tu és jovem.
Atender a quem te chama é belo,
lutar por quem te rejeita
é quase chegar a perfeição.
A juventude precisa de sonhos
e se nutrir de lembranças,
assim como o leito dos rios
precisa da água que rola
e o coração necessita de afeto.

Não faças do amanhã
o sinônimo de nunca,
nem o ontem te seja o mesmo
que nunca mais.
Teus passos ficaram.
Olhes para trás...
mas vá em frente
pois há muitos que precisam
que chegues para poderem seguir-te.

Charles Chaplin


domingo, 26 de junho de 2011

#6 Carta para um estranho

Querido desconhecido,
Bem eu sou a Maria, uma rapariga sonhadora (às vezes até demais), tenho 12 anos e daqui a 4dias completo 13 anos. Sou apaixonada pelas pessoas que me rodeiam, tenho o melhor amigo do mundo, tenho uma melhor amiga que apesar de tudo eu amo-a muito, sou apaixonada pela música e os meus ídolos são Kurt Cobain e Bob Marley, estranho não? É o que costumam achar, alguns até torcem o nariz, mas enfim…acho os duas pessoas cheias de personalidade e de vivência, com máximas de vida que eu tento tomar como bases, e acho que verdadeiros artistas como eles nunca morrem para aqueles que acreditam no seu talento.
Gosto de escrever, gosto de falar, gosto de abraçar, gosto de ouvir, gosto de rir, gosto de contar, gosto de matemática… Amo ouvir o silêncio e adoro dormir. Não gosto de desorganização, detesto que falem de mim nas costas, não gosto de falsidades, não gosto de ilusões, não gosto de despedidas, não gosto de vazio…
Sinto saudades daqueles que me deixaram, da minha bisavó e do meu avô. Sinto falta daqueles que me abandonaram, daqueles que por erros meus se afastaram. Sinto falta do meu melhor amigo e da minha prima Sofia. Sinto falta do meu sorriso que por momentos me abandona.
Quero ser feliz e seguir os meus sonhos com os que amo a meu lado. Acredito no que uma vez Bob Marley disse: ‘’Aquilo que é realmente nosso nunca se vai para sempre’’ e espero muito sinceramente recuperar o que perdi…
Recentemente aprendi o verdadeiro significado do amor e da amizade e aquilo que os diferencia. Aprendi o que é gostar, aprendi o que é a felicidade. Aprendi quem são os meus verdadeiros amigos, aprendi a olhar para o céu, aprendi a sorrir, aprendi a chorar, aprendi a não ter vergonha dos meus sentimentos, aprendi a não ter medo de gritar por este mundo fora. Aprendi o que é sonhar.
Ensinaram-me o que é um sorriso verdadeiro e o que são artistas.
Mas ainda tenho que aprender muito…
E aqui está em 323 palavras descrita um bocado da minha vida,
MariaJoão 
''Os ventos que às vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar. Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso nunca se vai para sempre.'' Bob Marley 

sexta-feira, 24 de junho de 2011

#5 Carta para os teus sonhos

Sonhos...aquele mundo onde me refugio todas as noites e confesso que por vezes, mesmo à luz do dia voo até esse pequeno mundo, esse mundo distante, isolado da dor, das futilidades, da estupidez, das lágrimas, um sítio onde a magia acontece, onde pudemos desenhar a nossa vida, onde pudemos fazer acontecer o que mais desejamos, onde não há julgamentos, onde a imaginação e a vontade de querer são as palavras chave. Onde a perfeição é atingivél, onde os objectivos são alcançados, onde tudo pode começar por um ''Era uma vez(..)''. Onde posso beijar os teus lábios, onde me posso encostar a ti, onde posso ouvir vezes e vezes sem conta a tua voz, onde posso sentir o teu cheiro, onde posso dizer-te tudo. Lá não há máscaras, onde tudo é transparente, onde tudo é belo, onde tudo é apaixonante. Por lá, na Terra dos Sonhos qualquer um pode entrar, seja novo, seja velho, seja azul, verde ou vermelho, onde qualquer ser pode escrever a sua história encantada e vivê-la vezes e vezes sem conta! É um mundo que pudemos levar sempre para qualquer lado, bem guardado no coração, a qualquer hora a porta estará aberta, pudemos entrar apenas para dizer ''olá''. É lá que pudemos gritar bem alto, onde pudemos ir às nuvens, onde pudemos ser verdadeiros e criativos, onde pudemos ir buscar a força para enfrentar a realidade. Um lugar onde nos pudemos apaixonar, onde nos pudemos envolver por completo sem ter medo do amanhã, onde pudemos viver o agora, onde pudemos apagar o errado e desenhar levemente o correcto, porque haverá sempre tempo para sonhar.
Não haverá problema se acordares e quiseres voltar, a porta está sempre aberta, não chores por perceberes que não aconteceu mesmo, porque se realmente tiver que acontecer, acontecerá. 
E lembra-te o que acontecer na Terra dos Sonhos, fica na Terra dos Sonhos.
Na Terra dos Sonhos TUDO é possível!
Bons sonhos!
Da sonhadora,
MariaJoão 




#4 Carta para o teu irmão

Nem sempre te digo o que sinto, nem sempre te conto tudo, nem sempre desabafo contigo, nem sempre te explico as minhas atitudes mas espero que não penses que é porque não confio em ti, muito pelo contrário...mas há coisas que não me sinto muito à vontade para te contar, ou às vezes até tenho vergonha...mas enfim.
Mano, obrigada por me fazeres crescer, por me ajudares em tudo, por estares sempre lá! Obrigada por todos os momentos, por todos os abraços, por todas as gargalhadas, por todas as brincadeiras, por tudo, por nada, por isto, por aquilo, mas em especial por seres quem és e por me aturares.
Contigo cresci, contigo ri quando só me apetecia chorar, contigo sou alguém melhor, contigo sou feliz! Apesar de todas as discussões, apesar de todas as brigas eu gosto muito de ti e nunca vou esquecer tudo o que passámos! Puder chamar-te de irmão, puder partilhar experiências contigo é um orgulho para mim! É um orgulho ouvir dizer ''olha é a irmã do luís''...
Independentemente dos caminhos que seguirmos, independentemente da vida que cada um seguir, independentemente do que o futuro nos reservará haverá sempre uma forte ligação entre nós que ninguém puderá destruir!
Com muito orgulho,
MariaJoão 


«O segredo da felicidade é conseguir encontrar a nossa alegria na alegria dos outros»
E eu encontro parte da minha em ti mano <3

domingo, 8 de maio de 2011

Música...é vida

Música é...O barulho dos rabugentos.
O amigo dos abandonados.
O sorriso dos apaixonados.
O elo dos amigos.
O dom dos artistas.
A paixão dos cantores.
O refúgio dos incompreendidos.
As lágrimas de um coração partido.
A voz dos revoltados.
O embalo dos melancólicos.
A música não é igual para duas pessoas, podem estar um milhão de pessoas num sítio a ouvir a mesma música mas nenhuma delas a ouvirá da mesma maneira, nenhuma delas sentirá a música da mesma maneira.
A música a alguns...
Faz arrepiar.
Faz chorar.
Faz sorrir.
Faz gritar.
Faz sofrer.
Faz entender.
Faz acordar. 
Faz amar.
A música desperta sentimentos diferentes em cada pessoa, em cada coração. Cada um tira as conclusões que quer da música que ouve.
Uns ouvem...
Punk.
Pop.
Rock.
Heavy.
Reggae.
Grunge
(...) 
Eu ouço música porque ela significa muito para mim. Consegue de certo modo dizer tudo o que eu não consigo, a música é o meu refúgio, a minha paixão, o meu sorriso, a minha alma, o meu oxigénio, o meu psicólogo, o meu melhor amigo... é a minha sustentação. A música desperta em mim sentimentos e reacções que nenhuma outra coisa, som ou pessoa alguma vez vai conseguir despertar... A música acalma-me, revolta-me, chateia-me, compreende-me, ajuda-me, adormece-me, apoia-me... É o amigo mais fiel que alguma vez arranjei... Por isso digo a música completa-me e faz-me feliz por isso porquê abdicar disso? Ouçam a música que querem, que gostam....e não se importem com o que os outros dizem... Eu ouço heavy, punk, rock (...) e daí? Ninguém me pode julgar por isso! 

Montagem mais que perfeita :)
Kurt & Bob Marley R.I.P

sábado, 23 de abril de 2011

Saudades daquela felicidade

Tenho saudades dos tempos em que era pequena...Aqueles tempos em que nínguem levava nada a mal. Em que tudo não passava de um lindo conto-de-fadas. Em que era ingénua e não havia responsabilidades.
Saudades de quando passava na rua e as pessoas sorriam e diziam ''Uau como ela está tão crescida''....de quando me pegavam ao colo e diziam ''Ai, és tão parecida com a tua mãe mas dás ares do teu bisavô Correia''. Tenho saudades dos tempos em que sorria livremente sem um dente ou dois, de quando era aquela ''menina bonita''.
A infância já lá vai, mas tenho tantas saudades...correr pelo campo, brincar às bonecas...nessa altura os problemas era simplesmentes nulos. Agora cresci e não há como voltar atrás, olho-me ao espelho e penso ''Como o tempo passou...''.
Agora já não há fadas, nem Pai Natal. Já não existe aquela nostalgia de antes, já não há aquela magia...
Como os anos passam, e como tudo muda...Já não passam de doces lembranças. Como era bom ser pequenina... Mas sei que essa criança ainda está dentro de mim! Procurem a criança que há dentro de vós e soltem-na.
Bons velhos tempos....
Com o doce sabor da saudade,
MariaJoão


«O amor é uma força, uma energia, que se manifesta na alma como um sentimento de lembrança de algo que a alma já teve, mas perdeu.» 



quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Eu e Tu

Apagas as minhas lágrimas.
Alegras os meus sorrisos.
Enches o meu coração.
Completas a minha vida.
Pintas o meu céu.
Páras o meu relógio.
Abrilhantas os meus olhos.
Perfumas a minha alma.
Acalmas o meu ser.


Contudo, às vezes...
Destroís os meus sonhos.
Apagas a minha energia.
Controlas a minha tristeza.
Enches-me de revolta.
Modificas as minhas atitudes.
Transformas a minha calma em nervos.
Deixas cair as minhas lágrimas.

Mas...
Não te trocaria por nada.
Não te magoaria por nada.
És uma pessoa única.
Cheia de brilho.
Não és perfeito...
Mas não me importo!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Um livro

Não quero ser para ti como um livro que já leste, um livro que em tempos adoravas ler mas que te fartaste e o arrumaste naquela tua prateleira, cheia de velhos livros. Não quero que a nossa amizade se torne apenas numa doce memória, não quero que a nossa amizade ganhe pó, não quero ser só mais um livro, no qual de vez em quando dás um espreitadela só para relembrar os velhos tempos... Quero ser para ti uma constante, uma necessidade, e não uma velha amizade que se foi desgastando com o passar do tempo... Não quero de maneira nenhuma ser aquele livro que queres preservar para mostrares aos teus filhos...quero ser aquele livro cheio de histórias...não quero ser aquele livro ao qual tu limpas o pó todos os dias só para a capa não se estragar, não quero ser um livro vazio, com palavras vazias...quero ser aquele livro super gasto mas cheio de palavras doces, cheio de aventuras, de memórias presentes... Não vou ser igual àqueles livros todos, àquelas amizades que já foram esquecidas, vou lutar para sair daquela prateleira...não vou deixar que me esqueças...não vou desistir de gritar para que me abras e que não me voltes a fechar, por mais roca que esteja, não vou desistir.
Sei que no dia em que me pegares e eu me despedaçar em pequenos pedaços de papel velho, não vou ficar triste...ficarei bastante satisfeita por me ter desfeito nas tuas mãos, por puder dizer que nunca fechaste a nossa amizade! Sei que vão haver dias em que só terás vontade de me fechar ou de me deitar fora, mas peço-te que não o faças...tem paciência e um dia deixar-te-ei um tesouro, deixar-te-ei memórias...mas o mais importante: deixar-te-ei para sempre o número das minhas páginas para saberes o número de aventuras por que passámos, e também te deixarei o meu coração.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Este mundo

Porquê abrir os olhos se lá fora nos espera um mundo de guerra, um mundo de futilidade, um mundo de inveja, um mundo racista? Um mundo em que somos constantemente julgados...um mundo em que só a mentira vence. Um mundo que julga as pessoas por serem verdes, azuis, amarelas, cor-de-laranja... Um mundo que só dá importância ao dinheiro e ao estatuto social... Um mundo que diz ser livre, que diz haver liberdade de expressão, mas onde está isso tudo? Onde está a sinceridade, onde está a igualdade, onde está a paz? Onde está a união e a solidariedade? Onde está a ajuda mutúa? Onde está o equilíbrio? Deviamos ser um mundo unido mas parece que de dia para dia se separa mais! Um mundo em que as pessoas se eliminam umas às outras como num jogo, aquele que tem mais poder ganha! Um mundo em que o rico tem muitos mais direitos que o pobre...um mundo que se auto-destroi!
Um mundo que parece já não ter consciência, que não parece ter coração!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Exemplo

Somos amigas à quatro anos, e estes anos todos que passaram foram os melhores, gosto tanto de ti míuda! És com quem me identifico mais... És um exemplo para mim! A nossa amizade sobreviveu a tudo, sofreu terramotos, sismos, maremotos, deslizamentos de terra...mas ficamos sempre unidas, mesmo nos tempos mais difíceis, mesmo quando estava tudo contra nós. Apoiaste-me em tudo, tudo e tudo. Estás sempre lá nem que seja para me dar na cabeça.
Juntas nós rimos sem parar, brincamos sem parar...tivemos os nossos momentos mais tristes mas tinhamos sempre alguma palavra para dizer uma à outra. Contigo cresci, contigo aprendi a lutar, aprendi a levantar-me quando me faziam cair. Apoiei-te, apoio-te e sempre te apoiarei em tudo. Somos cúmplices, somos companheiras, somos mais que amigas...somos como irmãs. Relembro o dia em que te conheci, numa daquelas viagem de estudo do 3º ano, eramos de escolas "rivais" mas isso nunca fez diferença.
És alegria, és força, és felicidade, és energia...não há palavras para te descrever. Não há palavras para dizer o quanto tu és bela, minha querida. Guardarei para sempre os nossos momentinhos, espero que venham muitos mais!
Juntas para sempre, e para tudo, venha o que vier, haja o que houver!
Gosto muito de ti biti <3! Nunca te esqueças, nunca ponhas em causa o que sinto por ti!
Adoro-te Beatriz Mota!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

És importante...

És a minha companheira, a minha confidente, crescemos juntas, brincamos juntas, somos mais que primas, muito mais que isso, somos amigas!
És como uma irmã para mim, somos super parecidas, temos os mesmos gostos...
Aprendemos muito juntas...passamos óptimas férias...aquelas noites a falar...
Estás sempre lá para me ouvir, desde à muito tempo.
Não há palavras para te descrever, não há palavras para descrever o que eu sinto...
Eu sei que posso contar contigo para tudo, e tu também podes contar comigo! Somos inseparáveis...
Adoro-te, és a melhor prima do mundo!
Gosto muitinho de ti Sofia Ginestal Albuquerque!

sábado, 1 de janeiro de 2011

C de Coragem

Em toda a nossa vida temos de ter coragem. Coragem para lutar. Coragem para nos levantarmos quando alguém nos faz cair. Coragem para assumirmos os nossos erros...
Por isso coragem, tenham coragem para enfrentar os problemas!
Sejam corajosos mesmo nos tempos mais negros, sejam vocês a acender a luz!