sábado, 14 de janeiro de 2012

Essência da vida


Um silêncio ensurdecedor preenche este espaço vazio de qualquer voz, de qualquer expressão, até de qualquer sentimento. Corações vazios, almas vazias. Um vazio que não se pode preencher totalmente, que não se pode sequer aquecer por meros segundos. É difícil viver assim, com pessoas vazias, com momentos vazios, com um mundo vazio. Com uma rotina sem jeito e sem qualquer propósito. A lágrima no olho, o arrepio no coração, o abalo na vida. Preciso de mudança e de barulho. De uma melodia que me dê harmonia. Preciso de apanhar os cacos que ficaram pelo caminho e fazer algo diferente, algo melhor. É aí que está a essência da vida, em renovar o que está à nossa volta e renovar-nos a nós mesmo.


Sem comentários:

Enviar um comentário